Miguel Coimbra

entrevista

O filho de portugueses Miguel Coimbra é um artista versátil e autor de obras de rara beleza. Suas paisagens fazem o observador imergir no universo retratado principalmente por sua perspectiva e iluminação. Conheça um pouco mais deste grande artista.

 

1. Onde você nasceu e onde mora?

Nasci em Angers (França) e atualmente moro em Lyon (França). Meus pais são portugueses então eu sou francês e português ao mesmo tempo.

 

2. Você tem algum estudo em artes?

Infelizmente não tenho estudos em arte. Eu estudei por conta própria, mas gostaria de ter tido uma formação sólida.

 
3. Quais são suas influências?

Minhas influências, pelo fato de não ter educação em artes, são na maioria pintores digitais da internet, “heróis” como Craig Mullins e Sparth (Nicolas Bouvier)


4. A quanto tempo você é um artista profissional e quais o desafios que tem tido?

Sou um ilustrador profissional desde 2005 quando comecei com trabalhos freelance, mas tenho trabalhado para a indústria a mais de 10 anos; no começo como designer gráfico e depois como artista conceitual para vídeo games. Só depois que comecei a fazer freelancer.

O maior desafio como ilustrador freelancer é conseguir trabalho e contatos no começo. Do ponto de vista técnico, fazer tabuleiros enormes para grandes jogos de tabuleiro é bem desafiador, considerando a quantidade de detalhes e elementos do gameplay a se considerar.

 

5. O que você acha de criar arte para jogos de tabuleiro em um mundo que super valoriza as mídias digitais.

Bem, eu mesmo supervalorizo as mídias digitais; como eu disse, eu venho deste mundo e comecei pintando digitalmente. Eu sempre curti desenhar com lápis quando criança, mas eu comecei a ter paixão por arte com o computador. Eu acho que não existe uma disputa real entre digital e tradicional. Ambos são agradáveis e apenas mídias para nos entreter e ajudar. Sempre é bom ver pessoas reais em volta de uma mesa, mas não quer dizer que isso seja incompatível com as mídias digitais.

 

6. Você é um artista muito completo, mas você prefere algum tema específico?

Eu adoro cada estilo. Ultimamente, a medida que envelheço, tendo a curtir mais temas realistas mas cartuns engraçados sempre são uma maravilha de desenhar.

 

7. Que conselho você dá para novos artistas entrarem na indústria?

Não façam isso ;) Brincadeira. Mas a verdade é que esta área de trabalho esta super saturada e muito competitiva, isso é o que todos os artistas irão dizer mas isso ocorre em qualquer outro trabalho. Se você tem paixão e muita motivação você pode fazer isso; a palavra chave é trabalho, trabalho, trabalho e trabalho, aprenda com os erros e mostre seu trabalho para outros artistas para poder melhorar mais.

 

8. Qual o seu novo projeto?

Meu novo projeto agora é pegar algumas férias, para ser honesto.

 

14 de julho de 2014.

Outras Matérias

55 (81) 3037 5737 contato@fluxostudio.com