PARZIFAL

review

Faz tempo que muitos dos quadrinhos que leio vem do Catarse. O financiamento coletivo é uma forma ótima de acompanhar o trabalho autoral de artistas que não estão, necessariamente, dentro de todas as livrarias. O álbum dessa vez é "O bestiário particular de Parzifal", do paulista Hiro Kawahara, que está presente de forma forte (e a muito tempo) no mercado editorial e publicitário brasileiro.

 

Neste livro, Hiro mostra uma maturidade impressionante com a narrativa. A história é um drama que passa por amigos imaginários, família/maternidade e escolha de vida. Não vou dar spoilers, mas fazia tempo que eu não me envolvia tanto com uma HQ. O tema é levado por uma estética linda de aceitação instantânea. Algumas imagens específicas são de uma beleza rara, como a página dupla logo no começo da história, que funciona como um impressionante cartão de boas vindas. Um dos personagens principais é "Hoh", um dos seus amigos imaginários, é ele quem está na capa.

 

Se você gosta de quadrinhos belos e tocantes, "O bestiário particular de Parzifal" é para você, uma HQ que vale muito a pena ler e, para os colecionares, guardar com cuidado. Uma curiosidade que cresceu em mim, foi tentar saber de onde veio a inspiração para essa história. Por que Hiro contou esse conto? Não é possível que ele não tenha nenhum paralelo com sua vida real... Tudo foi fruto da imaginação dele?

 

Igor Colares

16/01/2018

 

Obs.: Os comentários desta sessão representam única e exclusivamente a opinião pessoal de quem escreveu.

Outras Matérias

55 (81) 99990-2227 contato@fluxostudio.com